Como gerar conversas PDF Imprimir E-mail
Sáb, 28 de Maio de 2011 00:00

Existem dois métodos de se ensinar. Um é inovador, outro tradicional. O inovador é aquele do professor na frente e os alunos sentados. O método, um para todos. Esse foi o método inovador proposto principalmente pela igreja, baseada nos beneditinos, que faziam tudo junto. Até as atividades separadas eram feitas simultaneamente. Assim, optou-se por fazer a reunião de pessoas e passar um conteúdo único. Isso se estende também para as empresas. Um chefe fala e os demais escutam.

 

Porém, cada pessoa tem o seu contexto. Cada pessoa vive um momento diferente. Não estão na mesma realidade para receber ou passar a informação. Por isso, para essas pessoas caminharem juntas, elas precisam antes de tudo, conviver. Conviver é conversar. Conversar é interagir.

 

Para tanto, é preciso jogar a cena, montar ambientes para discussões. Ter nexo e finalidade para o que propor. Sempre atento e considerando que o humano é emocional e que não controlamos a emoção. Trabalhar com perguntas não condicionais. Sobre a relação do objeto e não sobre o objeto, deixando três elementos em cena.

 

Por exemplo: sempre quando uma criança apronta alguma coisa, os adultos perguntam se foi ele que fez aqui e por que. O certo é perguntar: “o que você queria fazendo aquilo?”. Assim, irá abrir o caminho para uma discussão, interação. Uma conversação.

 

Para formular perguntas circulares e reflexivas, basta seguir as seguintes dicas: orientar a resposta para o futuro; colocar na perspectiva do observador; perguntas com sugestões embutidas; perguntas que introduzem hipóteses; perguntas sobre mudanças inesperadas. O segredo é sempre manter a posição de curioso, não de informante!