Você é o que compartilha

Palestras sobre o uso, pessoal e empresarial, das redes sociais.
Ministrada na IEP, São Paulo. (outubro/2011).



Uso Empresarial PDF Imprimir E-mail
Sáb, 05 de Novembro de 2011 00:00

(CONFIRA OS SLIDES)

 

Cada vez mais as empresas sentem a necessidade de entrar nas redes sociais devido ao grande público que se atinge ao anunciar numa rede social. Imagine que 20 pessoas que conhecem 20 pessoas. Já são 8 mil conexões.

 

São 4 os aspectos que a empresa deve visualizar ao entrar nas redes: engajamento, marca, venda e colaboração.

 

Fatores que levaram as empresas a utilizarem ou monitorarem as mídias sociais:

- reclamações sobre a empresa feitas por clientes nas mídias sociais

- uso por concorrentes (síndrome do boi)


Iniciativas mais exploradas pelas empresas que utilizam mídias sociais:

- ações de marketing e divulgação de produtos ou serviços

- monitoramento da marca ou mercado

- vendas ou captura de oportunidades

- suporte ao cliente, fornecedores ou parceiros de negócio

- gestão do conhecimento

- identificação de talentos para contratação

- integração interna ou suporte a equipes

- desenvolvimento de produtos ou inovação por meio de colaboração

 

Objetivos de negócio para a utilização das mídias sociais:

- aumentar a reputação da marca

- gerar mais marketing boca-a-boca

- criar vantagem competitiva

- aumentar a fidelidade do cliente

- aumentar as vendas

- inovar o modelo de negócios

- trazer ideias de fora da empresa

- melhorar o relacionamento com parceiros de negócios

- potencializar o sucesso de novos produtos

- melhorar a qualidade do suporte ao cliente

- melhorar a produtividade de relações públicas

- reduzir os custos de aquisição de clientes

- preparar a empresa para a gestão de crises

- reduzir os custos de pesquisa de marketing

- reduzir os custos de suporte ao cliente

 

Entrar em uma REDE SOCIAL é como entrar em um cruzeiro sem volta. Tem que entrar preparado, com as malas prontas. O resultado fica eternizado as empresas, muitas vezes, já estão eternizadas nas redes. Por isso, devem entrar para se manifestar.

 

Como se preparar para esta viagem?

 

“Construa e eles virão. Construa com eles – e eles já estarão lá” (Venkat Ramaswamy)

 

“O processo precisa gerar valor para a marca e também para o consumidor” (Venkat Ramaswamy)

 

- com as redes sociais, as pessoas não possuem medo de falar o que acharam do serviço ou produto

- o alcance de uma mensagem na rede é imprevisível. Assim como é possível não atingir o público alvo, é possível atingir muito mais gente do que o esperado!

- os humanos têm, especialmente os brasileiros, uma cultura visual. Nasceram com a TV e querem ver vídeos. Já existem 77 milhões de anos em vídeos na internet

- nas redes, procure criar algum diferencial para o consumidor on-line

- procure criar não uma comunicação, mas uma identidade visual. Faça o seu cliente/usuário se sentir parte dela

- deixe que seus clientes publiquem conteúdo para você. Basta chamar a atenção deles!

 

O profissional de redes sociais:

- monitora a disseminação de emoções

- facilitar laços interpessoais

- medir a qualidade das conexões

- medir o grau de confiança

- define a conexão estrutural da rede

- investigar comportamentos

- descobrir relações de vizinhança

- saber trabalhar nas instabilidades das redes

 

ATENÇÃO: não podemos ter a síndrome do pato!!! Ele voa, anda, nada. Mas faz tudo mal feito. É preciso envolver outros especialistas na área, como métricos, diretores de TI, Marketing...

 

Como interagir nas redes sociais???

 

Existem dois métodos. Um é inovador, outro tradicional.

 
Uso Pessoal PDF Imprimir E-mail
Sex, 28 de Outubro de 2011 00:00

(CONFIRA OS SLIDES)

 

Quando surgiram as redes sociais?

A maioria acha que este é um conceito novo e inovador, quando na verdade, surgiu na idade da pedra, com o homem das cavernas. Ali já existia uma rede social, que por definição é um “conjunto complexo de relações entre membros de um sistema social”.

 

As características de uma rede social:

- formada por pessoas

- possui laços de união

- possui uma configuração

- caóticas

- complexas de se entender

- especializadas em assuntos/tipos

- contínuas

- incertas

- necessitam de uma equipe curadora

 

Os laços de união, ou o capital social, pode ser fraco ou forte. Os laços fracos são aqueles com pessoas que acabamos de conhecer; os laços fortes são com os amigos e familiares. Os laços mais ricos (que nos ajudam a crescer e inovar) são os fracos. As redes podem ter inúmeras configurações, mas 3 são os tipos: centralizada, descentralizada e distribuída. Sendo esta última a forma mais democrática. Para organizar as redes, é preciso uma equipe curadora, que ficará responsável pela sinalização, agregação e filtragem do conteúdo.

 

 

Se isto é rede social, o que é o Facebook, Orkut, Youtube... ???
São mídias sociais: “plataforma ou ferramenta que possibilita a comunicação e a interação de pessoas”. Seria uma “rede social virtual” ou “comunicação/rede mediada por um computador”. Embora essas mídias sejam conhecidas como “novas mídias”, as mídias sociais também surgiram há séculos! A fumaça produzida pelo fogo do homem primata já era uma rede social, pois servia de comunicação. Depois vieram os papiros, arte rupestre, correio, telégrafo, telefone, celular, internet... enfim, houve uma evolução das mídias sociais. O tempo de resposta da interação ficou muito mais rápido. Por exemplo: um acontecimento demora, em média, dois minutos para estar numa rede social e virar conhecimento para todo o mundo.

 

Podemos considerar esta, a primeira revolução da humanidade que não existe um grande líder por trás. Cada usuário lidera a revolução.

 

“Os homens criam as ferramentas. As ferramentas recriam os homens”
(McLuhan)

 

Twittar estimula a liberação de níveis de ocitocina, diminuindo os níveis de cortisol e ACTH, associados ao estresse. Assim como os fumantes “precisam” do cigarro para aliviar, a nova humanidade precisa estar nas redes sociais.

 

Quais são as redes sociais na internet?

- blog

- microblog

- agregadores

- redes

- messenger

- grupos de e-mail

- fóruns

- wikis

 

Sobre como se comportar nas redes sociais:

- durabilidade dos dados

- replicabilidade do conteúdo

buscabilidade na rede

humanização é requisito básico

- fora o entretenimento, oportunidades profissionais

comunidades virtuais também agrupam pessoas diferentes

comunidades virtuais são auto-construídas

sociedade virtual é igual à sociedade real

fotos são registros particulares

- fotos tornam lugares particulares em público

- fotos podem comprometer outras pessoas

- não importa a ação, mas a consequência

evite listas e jogos ofensivos

controle suas comunidades e interesses

não use as redes como status do que você está sentindo

não perca tempo com as mídias, aproveite as pessoas ao seu redor!

 

Nas redes sociais, agradecemos a oportunidade de não sabermos juntos como lidar com as redes sociais.
É uma ignorância coletiva

 

H + H + O = ÁGUA

vc + eu + ele = SURPRESA