Comportamento nas Redes Sociais

Palestra sobre o comportamento dos usuários nas redes sociais.
Ministrada na 15ª Expo CIEE - Feira do Estudante (maio/2012).



Comportamento nas Redes Sociais PDF Imprimir E-mail
Sáb, 19 de Maio de 2012 00:00

(CONFIRA OS SLIDES)

 

História das mídias:

 

Redes Sociais são "qualquer forma de relação social (entre pessoas), que partilham valores e objetivos comuns". Sendo assim, pode-se considerar que elas surgiram na pré-história, com o homem das cavernas, que se reuniam para se esquentar, se proteger.

 

Porém, os primeiros estudos de redes sociais, são de 1933, com o psicólogo Jacob Moreno, pai da sociometria. Ele desenvolveu o grafo social que possibilitou entender como funcionam as redes e apresenta informações importantes delas.

 

Em 1967, Stanley Milgran cria a Teoria dos 6 Graus de Separação em um experimento com seus alunos. Foram 160 cartas enviadas para destinatários desconhecidos. Apenas 42 recebidas, com um grau de 5,5 cartas até o destinatário. No Facebook, esse número cai para 4,3 graus.

 

Em 1973, Mark Granovetter, querendo entender como as pessoas conseguiam seus empregos, chegou em dois tipos de laços: FRACOS e FORTES. Aprofundando esta teoria, surgiram os Mundos Pequenos, por Duncan Watts (1990), que apresentou o grau de clusterização.

 

As mídias sociais possibilitam a comunicação e a interação de pessoas. Ela presentifica a ausência. Assim como as redes sociais, surgiu na pré-história. Porém, com as novas mídias, o tempo de resposta da interação ficou muito mais rápido. Um acontecimento demora, em média, dois minutos para estar numa rede social e virar conhecimento para todo o mundo.

 

A internet, no início, era apenas utilizada para troca de arquivos via FTP. Até que começam a surgir formas de comunicação em tempo real entre os computadores da rede. Um dos pioneiros foi o mIRC (onde o usuário criava um nickname). Depois, o ICQ (que o usuário podia criar o seu próprio perfil, sua identidade virtual). A primeira rede social que se tem conhecimento é o SIXDEGREES, usada sem sucesso para provar a teoria dos seis graus de separação.

 

As características em comum:

 

- convivência caótica;

- complexas de se entender;

- temas especializados;

- tempo de vida indeterminado;

- reações incertas;

 

Por isso, geralmente uma rede social tem uma equipe curadora responsável pela sinalização, agregação, filtragem... Com essas novas ferramentas, as características humanas também são modificadas: "O homem inventou a ferramenta e as ferramentas recriam os homens" (McLuhan).

 

Um exemplo disso é: twittar estimula a liberação de ocitocina, diminuindo os níveis de cortisol e ACTH, associados ao estresse.

 

As principais redes sociais:

 

- blog;

- microblog;

- agregadores;

- redes sociais;

- messenger;

- grupos de e-mail;

- fóruns;

- wikis;

 

FACEBOOK

- 1 a cada 5 casais se encontram online;

- 3 a cada 5 casais gays se encontram online;

- 1 a cada 5 divórcios culpam o Facebook;

- um usuário médio tem 230 amigos;

- um usuário conectado recebe mais suporte emocional e compaixão do que se estivesse desconectado;

- não é possível ter outro usuário Mark Zuckeberg;

- a televisão atingiu 50 mi de usuários em 13 anos, enquanto o Facebook conseguiu o dobro em 9 meses;

 

TWITTER

- 21% dos usuários nunca atualizaram o perfil;

- 93,6% dos twitteiros têm menos de 100 seguidores;

- 5% dos usuários representam 75% de todos os tweets;

- Lady Gaga, Britney Spears e Justin Bieber tem mais seguidores que a população de Israel, Grécia, Chile, Coréia do Norte e Austrália;

- Bilgates conseguiu 100.000 seguidores em 8horas;

 

YOUTUBE

- Youtube é o segundo maior mecanismo de busca;

- Michael Jackson vendeu 100 mi de CDs. Justin Bieber, no Youtube, tem mais de 500 mi visualizações;

- quase 47 milhões de pessoas assistiram o comercial do VW Darth Vader, com uma criança que nunca viu Star Wars;

 

GOOGLE+

- Brasil é o 3 que mais acessa o Google+;

- o Botão +1 é clicado 5 bilhões de vezes por dia;

- em dezembro de 2011, o Google+ registrou um crescimento de 625 mil usuários por dia;

 

FLICKR

- todas as fotos de todos os jornais do mundo, publicadas durante 3 anos, não chegam perto do total de fotos no Flickr;

 

WIKIPEDIA

- se o Wikipedia virasse livro, teria 2,25 milhões de páginas e levaria 123 anos para ser lido;

 

Comportamento nas Redes Sociais:

 

No virtual, fazemos exatamente o que fazemos no real. Porém, é tudo divulgado com maior velocidade, abrangência, mobilidade... Fora o entretenimento, veja suas redes como oportunidades profissionais. No futuro, vai ser mais fácil uma pessoa trocar de nome do que apagar o passado digital fotos são registros particulares.

 

Com as fotos, pergunte-se sempre: gostaria de ser visto naquele lugar, com aquelas pessoas? Se a foto for em um lugar privado, lembre-se: ele deixará de ser privado! A foto pode não ser comprometedora para você, mas pode ser comprometedora para as demais pessoas.

 

Seja livre para agir, sempre sendo responsável pelos seus atos! Nas redes, o importante não é a ação e sim a consequência. Não seja anônimo! Controle suas comunidades e interesses, pois seus gostos podem mudar!

 

Lembre-se!

- durabilidade: quero para sempre esses dados na rede?

- replicabilidade: vai ser legal se alguém replicar isso?

- buscabilidade: vai ser legal se alguém encontrar isso?

- publicidade: quero tornar esta informação pública?

- amigabilidade: por mim, ok. Mas e para os demais?

- responsabilidade: vou me responsabilizar por isso?

 

Não queime o seu perfil real com o seu perfil virtual!

www.spokeo.com

www.123people.com.br

 

Agradeça a oportunidade de não sabermos juntos como lidar com as redes sociais.

É uma ignorância coletiva!